RUZE

FACEBOOK INSTAGRAM SPOTIFY BANDCAMP YOUTUBE E-MAIL


Figura central da cena hip-hop coimbrã, Ruze, é um dos mais antigos MCs portugueses que continua em actividade. Com uma história que remonta a meados dos anos 90, o líder dos movimentos 239 ou SBT2, tem tido uma carreira notável, conseguindo com isso uma grande notoriedade com o público.

Em 2007, Ruze lança «1440 Minuto a Minuto», que é a primeira edição da então nova editora Mizikon Records. Segundo o próprio, tem em «1440 Minuto a Minuto» um disco que retrata um pouco da sua vida, apelando simultaneamente às pessoas para aproveitarem o dia ao máximo. Gravado no estúdio Konpasso, este é por enquanto o seu álbum único, constantemente marcado pelo humor e pela crítica. Depois disso seguem-se União vs Exclusão, um EP lançado em 2009 e o último EP «Pão, Água, Rimas & Instrumentais».

O seu EP «Tenho Tudo», editado em 2019, relata as dificuldades dos portugueses na era do consumismo e foi produzido na totalidade pelo produtor tomarense Raze, num estilo vincado que segue a escola de rap dos anos 90. Batidas directas, rimas acutilantes, atitude desafiadora e bem humorada, é isto que podemos esperar de Ruze, em disco e em cima do palco.

LOJA / DISCOGRAFIA


“Humildade a palavra que melhor define o percurso de Ruze. Homem timoneiro do hip hop na região centro. Continua, sempre com o mesmo entusiasmo. Belas batidas e palavras certas, fazem a sua música. Foi mais um concerto certeiro, prova de que está bem vivo.”
Nuno Ávila, SANTOS DA CASA

“Já nasceu de punhos cerrados, pronto para agarrar a vida pelos colarinhos e ir à luta. O 1º round de Rui Rodrigues foi com meses de idade no hospital, em Coimbra, onde foi adoptado. No 2º round subiu pela 1ª vez a um palco na festa de Natal da escola, para cantar uma canção que tinha escrito sobre os meninos que passavam fome. Nunca mais ficou calado. 3º round: Jardinagem, boxe e, acima de tudo, o filho de 10 anos fazem Ruze um homem feliz. O 4º round é o novo EP «Tenho Tudo». E é aquilo que tem e não se vê, mas sente-se.”
Filipa Queiroz, COOLECTIVA