DRUNKS ON THE MOON

FACEBOOK INSTAGRAM YOUTUBE WEBSITE E-MAIL


Num território musical entre o experimentalismo do kraut rock, a surf music californiana e a chanson française, a música dos Drunks on the Moon pode ser tanto sonhadora, romântica e sublime, quanto irónica, nostálgica e caótica.

O português Bruno Lucas e a francesa Manon Capelline socorrem-se de diversos instrumentos para expressar o seu universo musical. O teclado, com seus acordes místicos e psicadélicos invadem a mente. A guitarra, com solos melancólicos, muito reverb e algum tremolo, transporta-nos para a década de 50, com muita influência na surf music californiana, dos anos 60. A bateria tem o seu papel minimalista de modo a sentir-se a pulsão vital. Por vezes surge a caixa de ritmos do órgão dos anos 80, com o seu toque pop, que confere uma certa ironia às canções. Ainda é utilizado o violino nas intensidades mais fortes e dramáticas, e o acordeão nos encadeamentos harmónicos, mais ligados às cores da música balcânica.

 


“Duo de teclas, guitarra, voz e por vezes bateria. Sons quentes e quase sempre íntimos. Inspirações passadas trazidas para o presente. Canções com alma à espera de serem descobertas. Espaço para crescer e ganhar o mundo. Um belo início de noite, em tons pop pardacentos.”
Nuno Ávila, SANTOS DA CASA - RUC